Category Archives: Viagens

Happy everything!

Padrão

Voltamos do Brasil.

Foram 3 semanas cheias de felicidade, com direito a Natal em família, encontros com amigos,chamego do amor, mordidas da cachorrinha nova, “fofurices” do priminho novo, churrascos, feijoada, pão de queijo, bolinho de chuva, torta de frango, viagem à Foz do Iguaçu, reveillon na praia, paparicações (ser uma turista na própria casa tem suas vantagens!hihi), cabeleireiro, depilação, manicure, sessões de filme, longas conversas na cozinha, risadas, abraços bem apertados, piscina e muito sol! Voltei recarregada de amor, carinho, energias positivas e vitamina D pra aguentar o resto do inverno.

Não consegui ver todo mundo que queria, nem resolver metade dos pepinos que precisava (viva à burocracia brasileira), mas voltei com o coração cheio de felicidade e gratidão por ter sido abençoada com uma família tão maravilhosa e amigos tão queridos.

Comecei o ano com o pé direito, ao lado das pessoas que mais amo, pulando as 7 ondinhas do mar e agradecendo o universo por todas as bençãos.

Que 2013 seja um ano de muita luz e energia positiva na vida de todos nós e que a gente nunca perca a capacidade de enxergar a felicidade nas pequenas coisas. Happy everything!

Natal em família

Da esquerda pra direita: eu, meu namorado Werner, meu tio Marco, minha tia Vanda, meu melhor amigo Caju, minha avó Luzia, minha mãe, meu pai, minha prima Vanessa, meu priminho Gabriel, minha tia Juliana. Na segunda fileira, da esquerda pra direita, minha prima Alessandra, meu tio Alfredo, meu irmão, minha irmã com a cachorrinha Cristal e meu “primo” Márcio (marido da Vanessa).

Roteiro apertado

Padrão

Estamos indo pro Brasil por 3 semanas. Parece bastante, mas com Natal e Ano Novo no meio o roteiro ficou bem apertado.

Chegamos no dia 15 de manhã. No dia 16 já vai rolar um churrasco com meus amigos mais próximos, os dos tempos da faculdade. Na quarta, 19, embarcamos cedinho pra Foz do Iguaçu e voltamos só no sábado à tarde. Na segunda-feira já é véspera de Natal. Na sexta, dia 28, vamos pra praia com meus pais e meus irmãos. Voltamos só no dia 2. E aí no dia 6 embarcamos de volta pra Holanda. Nos dias que restam tenho que: renovar minha carteira de motorista, regularizar minha situação no cartório eleitoral, pegar um documento no cartório e fazer comprinhas de coisas que quero trazer do Brasil (livros, uns remédios, etc).

Eu poderia ter riscado os dias em Foz da agenda, mas esse é um lugar que o Holandês quer conhecer há anos e achei justo incluir na lista, já que ele vai passar todo o resto do tempo com pessoas que ele não conhece, escutando uma língua que ele não fala, além de me servir de motorista pra ir aos lugares que preciso enquanto não consigo renovar minha carteira de motorista.

Por tudo isso, não vou conseguir ver nem a metade dos amigos que queria ver nas férias… ô tristeza.

Albert Heijn to go

Padrão

A Albert Heijn é uma rede de supermercados holandesa equiparável à rede “Pão de Açúcar” brasileira: com um ambiente mais agradável pra fazer compras e produtos de mais qualidade, embora um pouco mais caros.

Desde o início desse ano (se minhas fontes não estiverem me enganando), a rede tem uma versão “to go” em praticamente todas as estações de trem e locais estratégicos das cidades holandesas. As lojas Albert Heijn to go focam em produtos mais saudáveis, como frutas, sucos, saladas, wraps, sanduíches naturais – tudo prontinho e em embalagens práticas pra comer no caminho ou levar na bolsa -, mas tem também doces, salgadinhos, refrigerantes, pães e afins.

Minha bolsa na última segunda-feira, com wrap de salmão, salada de fruta e suco de laranja. E viva o Albert Heijn to go!

Além disso, na própria loja tem um microondas que você pode usar pra aquecer a comida ou o sanduíche que você acabou de comprar.

Eu adoro as opções de frutas cortadinhas e lavadinhas em potinhos, as cenourinhas em potinhos, as frutas avulsas (banana e maçã), as saladas, os sanduíches naturais e os sucos de lá. Toda vez que viajo pra Holanda páro na loja da estação de Rotterdam ou de Utrecht (dependendo da folga entre uma conexão e outra) e compro um lanchinho saudável pra viagem. Acho tudo muito prático, gostoso e o preço aceitável.

Agora me diz, por que Bonn ainda não tem um Albert Heijn to go? Seria tão mais fácil ser saudável!

Li que eles abriram a primeira loja em Aachen, perto da fronteira com a Holanda, no meio desse ano. Vou ficar na torcida pra moda pegar e se espalhar por todo o país.

Preta, preta, pretinha!

Padrão

Nao tinha me dado conta do quanto eu ainda estou bronzeada das ferias ate que coloquei uma camisa branca, na sexta-feira. Tive que tirar uma foto.

Juro que a foto nao tem retoque algum. Gente, olha como eu to preta!!!! (se clicar na foto, ela abre em tamanho original em outra tela)

 

Estamos indo de volta pra casa…

Padrão

Depois de 18 maravilhosos dias na Grécia estamos voltando pra casa, trocando os atuais 33ºC pelos 12ºC do lar doce lar.

Os dias na ilha de Paros foram ótimos. O isolamento do mundo (não tínhamos internet) me propiciou o enorme prazer de ler um livro de 580 páginas em 4 dias enquanto terminava de torrar no sol. Ah, como eu amo férias!

Na bagagem de volta, além de muitas fotos e a pança cheia de azeitonas e azeite, levo uma garganta inflamada, um nariz entupido e uma tosse irritante, combinação de muito calor + ar condicionado. E só porque desgraça pouca é bobagem, minha última viagem em mares gregos foi selada com uma visitinha básica ao banheiro, pra aliviar o estômago que se revirou com o balanço do mar por 5 horas. Valha-me Deus!

Então “simbora”, porque setembro traz consigo muitas provas e um novo semestre!

Direto do paraíso

Padrão

Vocês se lembram da novela Belíssima, com o Tony Ramos? Se lembram da ilha onde o personagem dele, o Nikos, vivia? Das casinhas branquinhas, com portas e janelas azuis e aquela paisagem de tirar o fôlego? Pois é. Estamos há dois dias numa ilha vizinha, na região das Cíclades.

Os 3 dias que passamos em Atenas foram ótimos. Muita história, muito calor, muita comida boa e uma atmosfera efervescente. Mas não tem como não se apaixonar por Syros. A ilha é pequena, com paisagens espetaculares, praias lindas e um clima bem familiar. Além disso, Syros não é um destino muito popular entre os estrangeiros e, por isso, é bem menos turística e lotada do que as famosas Mykonos e Santorini.

Estamos ficando em uma casa tipicamente grega que alugamos pelo Airbnb –  site que tem como proposta oferecer aos viajantes a oportunidade de se hospedar em domicílios particulares por preços razoáveis, no mesmo estilo do filme O amor não tira férias. A casa fica em Ano Syros, uma cidadezinha medieval construída em 1300 com ruas estreitas, portas coloridas e azaléias por todos os lados. Um charme!

A mãe da nossa anfitriã nos recebeu calorosamente, com abraços verdadeiros (ah, pessoas formidáveis esses gregos!), uma porção de quitutes tipicamente gregos e um brinde de boas vindas. Na geladeira tinha suco, leite, vinho branco, margarina, geleias caseiras, ovos, ingredientes para preparar uma salada tipicamente grega (tomates, pepinos, cebola roxa, queijo feta, azeitonas e azeite) e moussaka. Na mesa tinha um licor grego, pãezinhos, torradinhas e vários outros quitutes feitos por ela mesma. Foi uma recepção e tanto! Juro que eu quase chorei de emoção e abracei a mulher umas 3 vezes como forma de agradecimento.

Sempre que ela nos vê no jardim sentados curtindo a vista do porto, ela aparece com alguma guloseima. Ontem de manhã foi café grego e um doce de morango. Ontem à noite foi uns peixinhos curtidos no azeite pra complementar o jantar, melão cortadinho de sobremesa e um licor com gosto de xarope de tosse (sabe qual é, aquele melado? não lembro o nome) pra finalizar. Hoje de manhã foi uns muffins de frutas e uns sticks com sementes. Como vocês vêem, estamos passando muuuuuuito bem (e engordando loucamente também).

Nossas conversas com a Andriana (mãe da nossa anfitriã) sobre os gregos, a crise e o sensacionalismo da mídia internacional em relação à mesma rendem mais um post.

Mas esse fica pra próxima porque agora eu vou ali torrar minha bunda no sol. Beijo, tchau!

Este slideshow necessita de JavaScript.