Burocracia holandesa

Padrão

Então que decidi encarar o processo de “imigração” pra Holanda, ciente de toda a dor de cabeça que eu sei que isso vai me trazer. Pra quê facilitar se a gente pode complicar mais um pouquinho, né?

A lista de documentos para dar entrada no visto de permanência é gigante e todo o processo todo é de acabar com os nervos e o bolso de qualquer um. mapa holanda

Dê só uma olhada:

– passaporte válido

– 2 fotografias 3×4

– dois formulários padrões do visto preenchidos

– segunda via da certidão de nascimento legalizada e traduzida

– declaração de solteiro legalizada

– aprovação no exame básico de integração civil

– cópia das páginas usadas do passaporte do parceiro

– contrato de trabalho do parceiro válido por pelo menos mais um ano

– extrato da conta do parceiro dos últimos não-sei-quantos-meses

Tirei a segunda via da minha certidão de nascimento quando estive no Brasil. Só ela custou 48 reais. Antes de ser traduzida, a certidão tem que ser legalizada (receber um carimbo especial) no Ministério das Relações Exteriores brasileiro e depois no Consulado Holandês no Brasil. Não adiantou eu escrever explicando que moro na Alemanha e mimimi. Tive que pagar um despachante pra fazer isso pra mim. Entre a taxa cobrada pelo Consulado (o Ministério carimba gratuitamente), o serviço do despachante e o correio do Brasil pra Alemanha lá se foram outros 300 reais. Fora os 30 reais de Sedex que a minha pagou pra mandar a certidão de Sorocaba pra despachante em Brasília.

Quando esse documento chegar aqui, ele precisa ser traduzido por um tradutor juramentado. Lá se vão mais 50, dessa vez, euros.

Depois de tudo isso, posso “ticar” a certidão de nascimento da lista.

Preciso de uma declaração que afirme que eu não sou casada no Brasil ou em lugar algum. Ia fazer isso no Brasil mas o cartório queria quase 300 reais para me dar o papel. Desisti. Devia ter feito lá, porque o preço aqui vai dar quase na mesma (convertido) e o processo vai ser mais trabalhoso.

bandeiraVou fazer essa declaração pelo Consulado Brasileiro em Frankfurt, que já a emitirá em alemão (língua aceita pelo departamento de imigração da Holanda), dispensando mais uma tradução juramentada. Como preciso de duas testemunhas e Frankfurt não é, por assim dizer, logo ali na esquina, vou fazer o processo pelo correio. Para tanto, preciso preencher um formulário e assiná-lo perante um tabelião registrado no Consulado Brasileiro. Para a declaração, preciso de duas testemunhas, que também terão que assinar o tal formulário perante o tabelião. E lá se vão mais 15 euros.

O consulado cobra 17 euros para autenticar cada uma das assinaturas já reconhecidas pelo tabelião. Mais 51 euros. Pela emissão da declaração, eles cobram outros 12,75 euros. E no envelope eu preciso enviar outro envelope selado com 3,50 euros.

Tá fazendo as contas?  Até aí eu “tiquei” dois itens (e só dois!!!) da lista de documentos e já se foram por volta de 270 euros.

O tal exame básico de integração civil custa outros 350 euros e só pode ser feito no país de origem ou país de residência da pessoa, no meu caso, na Alemanha. O Consulado do Reino dos Países Baixos em Düsseldorf não aplica mais a prova, o que quer dizer que eu terei que gastar mais de 100 euros em passagens pra ir fazer o teste em Berlim. Fora os 110 euros do material preparatório pra prova.

Com tudo em mãos, tenho que correr pra dar entrada no visto, já que a certidão de nascimento e a declaração de solteiro só têm validade de 6 meses a partir da data de expedição.

A boa notícia é que a taxa do visto que, até janeiro desse ano custava 1.250 euros (exatamente mil duzentos e cinquenta euros), baixou para 225 euros como num passe de mágica (o governo descobriu que o preço praticado era ilegal). Então nós não vamos à falência. Só quase. holanda

E tudo isso só dará certo se a lei nova retroceder mesmo em abril, assim como anunciado pelo governo. Desde outubro do ano passado só cônjuges são elegíveis ao visto de união familiar, o que quer dizer que eu só poderia aplicar para o visto se nos casássemos ou se tivéssemos a intenção de nos casar logo que eu entrasse no país. Mas a promessa é de que em abril essa lei retroceda e namorados possam dar entrada no visto para viver com o parceiro sem a necessidade de estarem casados, assim como na antiga lei.

A parte da certidão de nascimento já me deu muita dor de cabeça. Então, pelo bem da minha saúde mental, vamos torcer pra lei retroceder conforme o prometido e para que eu consiga os outros itens da lista sem muitos problemas. Por olha, pra ser sincera, eu não sei se aguento escrever minha tese de mestrado, estudar holandês e mexer com a papelada do visto tudo ao mesmo tempo, sem enlouquecer.

Anúncios

7 responses »

    • Pois é, Babi. Eu tb. Mas comparado à documentação do visto holandês, o que eu tive que levar ao departamento de estrangeiros pra tirar meu visto na Alemanha foi fichinha!

  1. Puxa , que via sacra ! Isto é só pra quem tem uma mente jovem, aberta e brilhante como você !

  2. Olá, karen! Obrigada por suas informações. Sobre a declaração de solteiro, você sabe me dizer se eu mesma posso pegar um modelo de declaração na internet e levar ao cartório para reconhecer firma, fazer uma autenticação?

    Obrigada,

    Alessa

    • Oi Alessa!

      Mil desculpas pela demora na resposta. Fazia muito tempo que nao aparecia por aqui.

      Eu fiz minha declaracao no consulado brasileiro em Frankfurt (Alemanha), entao nao sei como funciona no cartorio. Acho que voce tem que pegar um modelo deles e custa bem caro (por volta de uns 300 reais).

      Obrigada pela visita e desculpa a demora na resposta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s