A arte de ser invisível

Padrão

Toqa Hilal de pijamas nas ruas de Bonn

Há algum tempo li no livro de João Ubaldo (Um Brasileiro em Berlim – recomendo!) que na Alemanha era possível ser invisível uma vida toda. Nunca tinha parado pra pensar nisso antes. Fiquei tentando me lembrar de situações semelhantes que eu mesma tinha vivido, mas nada específico me veio à memória.

Essa semana, fazendo um projeto de TV pro mestrado, eu e duas colegas viemos gravar umas cenas aqui em casa  no meu quartinho. A história era de uma estudante que acorda atrasada, atordoada, veste o casaco por cima do pijama e vai pra faculdade do jeito que está. Como as cenas seguintes teriam que ser gravadas perto da Deutsche Welle e estávamos atrasadas, a colega da Jordânia (que fez papel de protagonista) resolveu ir do jeito que estava (de pijama branco com bolinhas pretas e ursinho, bota e casaco!!!!) pra poupar tempo. Veja bem, da minha Wohnheim (moradia estudantil) até a Deutsche Welle (onde estudamos), é preciso pegar dois ônibus ou um ônibus e um metrô.

Chegamos ao ponto de ônibus e ninguém olhou esquisito. Tiramos fotos, demos risada e nenhuma reação. Entramos no ônibus  e nem a velhinha que estava sentada de frente pra gente ficou olhando. Descemos na estação central, esperamos pelo outro ônibus e nenhuma reação. Perto da Deutsche Welle rodamos umas cenas da colega montada numa bicicleta, num farol (de pijama!), escovando os dentes. Um ou outro olhou, mas nenhum curioso parou ou se aproximou.

Quando chegamos na sala de edição esperei uns 5 minutos pra ver se o instrutor do projeto falava alguma coisa. Nada. Fiquei passada. Constatei a teoria de João Ubaldo na pele.

Definitivamente na Alemanha é possível ser invisível.

Aqui está o resultado do trabalho. Considerem que esse era só um treino pra galera que nunca teve contato com a câmera e softwares de edição na vida (que não é o meu caso, mas o das minhas colegas), então é bem amador.

http://www.youtube.com/watch?v=PfXVUUMSXrs

Anúncios

6 responses »

  1. Ja disse que adorei o post, mas tenho um outro comentário rápido. AMEI o nome do blog. Nem precisa lembrar da parte wordpress é só jogar no google. 🙂

  2. Ficou bem fofo o vídeo! Essa de ser invisível tem suas vantagens. Tem um mercadinho turco aqui na frente da minha casa e, aos domingos, não raro vou até lá de meias coloridas, chinelo de dedo de gatinhos, pijama e um casaco por cima. Outro dia estava com o cabelo molhado e sem paciencia de secar… Enrolei uma toalha bem pequena e coloquei uma toca por cima: fui até lá com “troço” na cabeça e, como no teu vídeo, ninguém pra reparar…

    Eu só reparei uma coisa engraçada: a atriz já acorda de véu 😉 eheheh

    • Daria tudo pra ver essa cena, Ivana! 😛 Adorei! Tenho certeza que logo estarei fazendo o mesmo… processo de germanização mode-on!hehe É…. o lance do véu era complicado… ela não pode ser filmada sem véu… mas eu não tava afim de bancar a atriz. Brigada pelos comentários em cada post! Tô adorando!

  3. Kaká!
    Que linda, menina multitask!!! Adorei o blog!
    Incrível ninguém notar uma menina escovando os dentes na bicicleta!!!! Um pouquinho disso aqui não faria mal!!!
    Beijos e saudades!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s